Idesam apresenta dez soluções inovadoras para cadeias de valor da bioeconomia na ExpoAmazônia

Produtos e processos desenvolvidos a partir de resíduos e aproveitamento do açaí, cupuaçu, óleos vegetais e manejo do pirarucu terão momento de pitch com público e investidores

Dez soluções inovadoras para a sustentabilidade das cadeias de valor da Amazônia serão apresentadas ao público, investidores e possíveis parceiros durante a segunda edição da ExpoAmazônia BIO & TIC, que acontece entre os dias 28 e 30 de novembro, no Studio 5 Centro de Convenções. O Demoday do Programa Prioritário de Bioeconomia (PPBio), coordenado pelo Idesam, reunirá startups nativas da Amazônia que conseguiram transpor os obstáculos entre os territórios produtores de itens da sociobiodiversidade e o mercado consumidor, oferecendo respostas para o fortalecimento da bioeconomia. 

Entre os negócios estão desde proteínas veganas à base de tucumã e açaí, até o couro amazônico feito do resíduo de pirarucu, passando por produtos como vinagre de cupuaçu; prensa artesanal para extração de óleo de pracaxi; cosméticos naturais; abacaxi tipo exportação, com maior tempo de vida e revestimento comestível para embalagens. As bebidas também terão espaço com a coquetelaria da floresta e as cervejas artesanais feitas a partir de frutas e resíduos amazônicos.  

“Estamos trabalhando para que este momento seja um marco do sucesso do PPBio que tem uma vitrine de projetos para investimento em diferentes períodos de amadurecimento e que oferecem aos potenciais investidores e parceiros a oportunidade começar a fomentar a nova economia na Amazônia”, afirma o gerente do Idesam/PPBio, Paulo Simonetti.     

O investimento feito via PPBio não tem risco de glosa, ou seja, os recursos aplicados sempre apresentam resultados. “Isso demonstra a transparência e a eficiência do programa tanto para os participantes como para todos os atores envolvidos e mais: isso proporciona visibilidade prática de uma bioeconomia que já vem operando em uma pequena escala”, completa.   

O Demoday PPBio tem ainda a missão de ajudar a estimular conexões que favoreçam o fortalecimento do ecossistema de bioeconomia na Amazônia.   

O evento acontece no estande do Idesam, responsável pela coordenação do PPBio, política pública da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) voltada para o investimento de recursos das empresas do Polo Industrial em Bioeconomia e Inovação.  

A programação iniciou no dia 28.11 e contou com espaço para networking entre os participantes do evento e interessados em novos negócios. Nos outros dias estão previstos Demodays: do Programa Prioritário de Indústria 4.0 e Modernização Industrial (PP4.0), no estande do Centro Internacional de Tecnologia de Software (CITS); e do Programa Prioritário de Fomento ao Empreendedorismo Inovador (PPEI), que será no estande da Softex, coordenadores de cada iniciativa, respectivamente.  

Sobre 

A ExpoAmazônia Bio&TIC 2023 é uma realização da Associação do Polo Digital de Manaus (APDM), Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam), Governo do Amazonas – por meio da Secretaria de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti-AM) -, Prefeitura de Manaus – por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e Centro de Bionegócios da Amazônia (CBA). 

 
Além de discutir, integrar, consolidar e alavancar os polos de Bioeconomia e de Tecnologia da Informação e Comunicação da região como dois vetores econômicos viáveis e sustentáveis para a manutenção da floresta amazônica e para o desenvolvimento socioeconômico dos povos da Amazônia, a feira visa fortalecer os ecossistemas de Bio&TIC e integrá-los constantemente com os atores dos ecossistemas nacionais e internacionais de inovação. 

Foto: divulgação/ Idesam

 

Coalizão Verde é a união dos portais de notícias 1 Papo RetoNeo Mondo e O Mundo que Queremos com o objetivo de maximizar os esforços na cobertura de temas ligados à agenda ESG

Compartilhe este post

outras matérias